Central de Atendimento 24h: (11) 4063-9653.

Central de Atendimento

BOLSA DE ESTUDOS: Como fazer uma carta de motivação?

1 27 de fevereiro de 2015

Na hora de postular por uma bolsa de estudos a carta de motivação pode fazer toda a diferença no processo seletivo das faculdades — Não sabe como fazer? Calma, nós vamos te ajudar!

Os estudantes que desejam participar de um programa de bolsa de estudos (seja de graduação ou pós-graduação) devem estar preparados para redigir uma boa carta de motivação: a maioria das universidades exige esse documento para os processos de bolsas de estudos.

Entretato, muitos estudantes/profissionais/pesquisadores tem dificuldades para escrever a carta (ou não sabem ao certo o que colocar): as experiências profissionais que devem ser destacadas, o tipo de linguagem que se deve utilizar, a formatação do texto, entre outras dúvidas comuns aos candidatos à bolsas de estudos.

Confira a seguir, algumas dicas para escrever uma boa carta de motivação:

Bolsa de estudos — Carta de motivação

1. Seja você mesmo

Não invente títulos e experiências profissionais que não existem — Não minta durante a elaboração do texto. A carta deve mostrar a sua personalidade, destacando as suas qualidades e mostrando porque deve ser selecionado para a bolsa de estudos.

2. Evite os clichês

Não use frases de efeito, citações muito conhecidas e clichês como, por exemplo, "em busca de novos desafios", "à procura de novas oportunidades", entre outros — isso demonstrará que você não é muito criativo e pode custar a sua vaga no processo seletivo.

3. Ortografia

Erros de ortografia são muito graves, principalmente para quem busca uma bolsa de estudos. Afinal, durante o processo seletivo você deve demonstrar as suas qualidades e competências.

4. Textos em outros idiomas

Se a carta for elaborada em outro idioma, geralmente o inglês, é importante que o conteúdo corresponda ao seu nível de proeficiência obtido em exames como o Toefl — Leia mais sobre o Toefl, aqui. Não utilize tradutores online, o ideal é que você domine o idioma e demonstre isso no conteúdo do seu texto.

5. Objetividade

Uma boa carta de motivação deve ser clara e objetiva, contendo entre 200 e 250 palavras. Escreva um texto que vá direto ao assunto principal da sua apresentação.


Confira (a seguir) um exemplo de carta de motivação para pleitear bolsas de pós-graduação (é preciso anexar um currículo acadêmico):

Carta de Motivação — Exemplo

Siga essas dicas e aumente suas chances de conseguir uma bolsa de estudos. E lembre-se: a carta é apenas uma etapa do processo seletivo, ainda é preciso treinar a apresentação pessoal. Precisa de ajuda? Solicite nosso apoio acadêmico.

Apoio Acadêmico