Central de Atendimento 24h: (11) 4063-9653.

Central de Atendimento

GRAMÁTICA: Concordância Nominal — Regras

30 de março de 2015

Está com dúvidas de gramática na hora de formatar/redigir os seus trabalhos acadêmicos? Calma, é normal! A seguir, confira nossas dicas de gramática e sinta-se muito mais confiante para desenvolver e revisar seus trabalhos.


A gramática da língua portuguesa pode assustar um pouco, sobretudo, a concordância nominal — Confira esse post e saiba como escrever textos nota 10:

Gramática — Concordância Nominal

A Concordância Nominal é o acordo entre o nome (substantivo) e seus modificadores (artigo, pronome, numeral e adjetivo) quanto ao gênero (masculino ou feminino) e o número (plural ou singular).

Gramática — Concordância Nominal

Por regra geral da concordância nominal, os termos referentes ao substantivo são seus modificadores e devem concordar com ele em gênero e número. Na hora de revisar a gramática, é importante localizar o substantivo. Após a constatação do substantivo, observe o seu gênero e o número. Os termos referentes ao substantivo são seus modificaddores e devem estar em concordância de gênero e número com o nome (substantivo).

Gramática — Concordância Nominal

Para finalizar, temos um exemplo com uma análise da gramática bem detalhada:

Gramática — Concordância Nominal

Neste caso, o substantivo "cavalos" está no gênero masculino e no plural, portanto, a concordância dos modificadores está correta — já que "dois" e "fortes" estão no gênero masculino e no plural. Observe que o numeral "dois" está no plural porque indica uma quantidade maior que "um".


Viu como é fácil revisar a concordância nominal dos seus trabalhos, de acordo com as regras da gramática? Se precisar de auxílio, solicite nosso apoio acadêmico.

Apoio Acadêmico