Central de Atendimento 24h: (11) 4063-9653.

Central de Atendimento

TRABALHOS: Plágio pode destruir sua carreira e estudos

4 de setembro de 2015

O plágio em trabalhos acadêmicos é coisa séria e pode acabar com os estudos e, consequentemente, a carreira de muitos estudantes. Quer saber como o plágio pode ser prejudicial na sua graduação? A seguir, confira dicas, exemplos e explicações para que você não caia nesse erro.


O plágio (também conhecido como "copia e cola") pode prejudicar a carreira de um profissional de maneira definitiva, mesmo nos primeiros anos de estudo. Políticos, personalidades e pesquisadores de renome já perderam seus cargos e credibilidade em função do plágio em trabalhos acadêmicos — Esses plágios, geralmente, são descobertos com o auxílio de ferramentas que detectam cópias.

Para que você não caia nessa armadilha e tenha seus trabalhos plagiados, ou, para que não cometa a fraude por falta de atenção e informação, separamos algumas dicas práticas, exemplos e explicações que facilitam o entendimento sobre esse assunto.

Plágio — Carreira e Estudos

1. O que é plágio?

Pode-se dizer que o princípio do plágio é a falta de originalidade. É entendido a partir da legislação de direitos autorais brasileira, regida pela Lei 9.610/98, como contrafação — Isto é, a reprodução não autorizada de uma obra intelectual. Em trabalhos acadêmicos, as normas que conduzem a apresentação formal das informações são feitas pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

Além disso, o plágio é crime, punido com indenizações por danos morais e materiais, por isso é muito importante que se saiba exatamente do que se trata.

2. Regras

As normas da ABNT não punem nem identificam o plágio, apenas estabelecem os padrões de apresentações de trabalhos, ou seja, esclarecem como citações, dados, imagens e qualquer outro tipo de material deve ser usado na produção acadêmica — Facilitando que os autores desses trabalhos recebam os devidos créditos.

As normas da ABNT são as mesmas para todas as instituições de ensino do país. No entanto, para que você não cometa falhas, é importante buscar as orientações e exigências com seus professores — Eles poderão fornecer as regras atualizadas adotadas pela sua universidade.

3. Exemplos de plágio

O plágio não é uma prática exclusiva de alunos anônimos. Em 2006, o presidente russo Vladimir Putin foi acusado de plágio em seu trabalho de dissertação em economia, pois copiou partes de um estudo feito quase 20 anos antes.

A escritora J. K. Rowling, famosa pela série de livros Harry Potter, também foi acusada de plágio em 2010. De acordo com a acusação, a autora teria plagiado a obra de um autor falecido, Adrian Jacobs. No entanto, as evidências comprovaram o contrário, e a autora pode continuar com sua carreira intacta.

Como você pode perceber, o plágio é uma decisão. Não há como copiar alguém de maneira involuntária, por isso tome cuidado quando utilizar o trabalho de outras pessoas como referência — Lembre-se: o maior interessado em seu desenvolvimento acadêmico é você mesmo, pois os resultados de seu esforço serão colhidos por você.

Não deixe que o plágio destrua a sua credibilidade, invista seu tempo em pesquisas válidas e legítimas, que contribuam para o seu desenvolvimento.


Se precisar de ajuda com seus trabalhos, solicite nosso apoio acadêmico.

Apoio Acadêmico