Central de Atendimento 24h: (11) 4063-9653.

Central de Atendimento

PÓS-GRADUAÇÃO: Dicas para processos seletivos

1 7 de abril de 2015

Está pensando em fazer uma pós-graduação, mas não sabe nem por onde começar? A seguir, veja nossa dicas e prepare-se para os processos seletivos.


Primeiramente, para se destacar dos demais candidatos de mestrado, é preciso ter realizado uma graduação de qualidade, acompanhar os debates acadêmicos da sua área, ter se envolvido em projetos de Iniciação Científica, dentre outros — esses são alguns pré-requisitos recomendados.

Para o doutorado, um bom mestrado pode ser uma boa recomendação (isso se você não for direto da graduação para a pós-graduação de doutorado). No entanto, existem outras dicas que podem auxiliar no seu desempenho no processo seletivo de pós-graduação. Confira:

Pós-Graduação — Processos Seletivos

1. Proponha um projeto de acordo com o Programa de Pós-Graduação

Tente propor um projeto dentro das delimitações do Programa de Pós-Graduação desejado — tente aproximar a sua bibliografia teórica e à referente ao exame de seleção, seja do ano vigente ou de anteriores. Isso demonstrará que há afinidade entre as suas pesquisas e o programa de pós-graduação. Se você estiver pretendendo fazer um doutorado, apresente os resultados obtidos em suas pesquisas de mestrado (ou durante a graduação), isso dará credibilidade ao seu trabalho e mostrará que você é capaz de concluir uma pesquisa de forma satisfatória.

2. Relacione os textos que compõem a bibliografia do Programa de Pós-Graduação

Estudar a bibliografia para a prova teórica é essencial! Mas também é importante saber relacionar esses conteúdos — encontre pontos comuns (ou divergentes), debates, entre outros… Saiba como contrapor as metodologias e perspectivas. Por exemplo, localize os textos historicamente: "Quem escrever sobre determinado assunto primeiro?", "Será que o autor X leu o autor Y?".

3. Analise a metodologia utilizada pelos autores indicados no edital

Observe como o texto foi construído: Quais as fontes/dados utilizados? Como elas/eles são trabalhados? Qual a metodologia (orientação teórica) utilizada pelos autores?

4. Relacione a bibliografia com o seu projeto de pós-graduação

Alguns programas de pós-graduação costumam exigir (na prova) que o candidato fale sobre o seu projeto de pesquisa, relacionando com a bibliografia obrigatória.

5. A língua estrangeira, realmente, é importante

Saber uma língua estrangeira é imporante, não só para a prova, mas para o decorrer da pós-graduação também. O domínio de outros idiomas, sobretudo o inglês e/ou francês (o espanhol nem sempre é aceito), ajudará a superar dificuldades — Afinal, a maior parte dos artigos de periódicos científicos e das instituições de todo o mundo estão em inglês. Além disso, é preciso lembrar que para o mestrado, exige-se uma língua estrangeira, para o doutorado, geralmente, são duas.


Além dessas dicas, é preciso estar preparado para a entrevista (se houver uma)! Muitas vezes, essa etapa serve somente para constatar se o candidato realmente escreveu o projeto e se domina o tema. Nessa hora, é ideal mostrar o seu conhecimento, ser claro e muito objetivo — Mas, lembre-se: não é um seminário, é apenas uma entrevista, ou seja, uma conversa. Outro fator que ajuda bastante é que, normalmente, sobram vagas nos Programas de Pós-Graduação, logo, você será seu maior adversário. Mantenha a calma na hora da prova (e da entrevista) e alcance bons resultados.

Se precisar de auxílio nos seus trabalhos, solicite nosso apoio acadêmico.

Apoio Acadêmico