Central de Atendimento 24h: (11) 4063-9653.

Central de Atendimento

PÓS-GRADUAÇÃO: Reclamações comuns na pós-graduação

7 de agosto de 2015

Ao longo da pós-graduação é comum ver alunos reclamarem de determinadas situações. A seguir, confira as 3 principais reclamações na pós-graduação — Este post trata sobre os estudantes de mestrado/doutorado que recebem bolsas para estudar.


É comum ouvir muitos estudantes reclamarem da pós-graduação. Claro que todo mundo tem dúvidas quanto ao futuro, quanto às escolhas profissionais, e isso certamente não ocorre apenas na vida acadêmica. No entanto, existem vários fatores que demonstram que a vida acadêmica não é tão ruim assim, sobretudo, na pós-graduação.

Sendo um estudante de pós-graduação:

1. Você ganha para evoluir em todos os sentidos, principalmente intelectual e cultural.
2. Você viaja a congressos, conhece pessoas interessantes.
3. Você é reconhecido e sente que está contruindo o seu currículo a cada semestre.
4. O status social é excelente em países mais desenvolvidos.
5. O salário de professor universitário é bom/excelente, principalmente quando se pensa nas condições de trabalho.

A seguir, confira as principais reclamações:

Reclamação 1 — "A bolsa é muito baixa"

O valor da bolsa de estudos é relativo: uma bolsa em São Paulo certamente vale menos que uma bolsa no interior do Rio Grande do Sul — O valor também varia muito de país para país.

Contudo, quase todas as pessoas gastam muito com a sua formação e/ou com seu preparo profissional. Quem faz um mestrado/doutorado com bolsa está ganhando para melhorar seu currículo, ou seja, você ganha para fazer algo que só traz benefícios. Compare isso com trabalhar no setor privado: você recebe um salário, tem benefícios variados, mas o principal motivo da sua contratação foi o benefício para a empresa, que precisava de mais um empregado para atingir determinado objetivo. Poucas empresas contratam pessoas apenas para aprender algo e, depois, a deixam ir embora.

Por isso, reclamar do valor da bolsa nem sempre é totalmente justo. Inclusive, dependendo da instituição (e da sua pesquisa), você recebe outros tipos de auxílios para ir a congressos nacionais e internacionais, por exemplo.

Reclamação 2 — "Eu passo o dia estudando"

Provavelmente, isso não é verdade. Geralmente, há dias em que se estuda muito (cerca de 10h), lendo e escrevendo bastante. No entanto, há dias em que não se faz nada, porque há semanas em que a produtividade pode ser um pouco mais baixa — Além disso, há períodos de provas, pesquisas, congressos…mas, também períodos sem nada disso.

Se você optou pela pós-graduação, é porque provavelmente gosta de estudar (e muito). Logo, passará dias fazendo o que gosta; se você não gosta de estudar, saia da vida acadêmica.

Mas a vida de posgraduando também traz uma grande liberdade de horários, e acordar cedo é algo que não faz parte da rotina. Também há intervalos durante a semana, que você pode usar para trabalhar ou fazer outras atividades — Se você for disciplinando e organizado, terá uma qualidade de vida invejável, com bastante tempo livre para fazer o que quiser.

Reclamação 3 — "E se eu não achar emprego?"

Na verdade, não existe nenhuma profissão em que se tenha plenamente certeza sobre seu futuro. Cada vez mais o número de pessoas graduadas aumenta, e não há como empregar tanta gente; ou seja, grande parte das pessoas sente a insegurança quanto ao futuro, o que é algo redundante neste planeta.

Mas se você tiver uma formação sólida, dificilmente ficará desempregado — Sempre haverá espaço no mercado de trabalho para pessoas com conhecimento técnico/científico, que saibam solucionar problemas complexos nas mais diferentes áreas de conhecimento.

Contudo, se você tem a ambição de ter altos salários após se formar, certamente não é uma boa ideia entrar no mundo acadêmico — Quem decide fazer uma pós-graduação não deseja apenas um bom salário; seria mais fácil fazer um concurso público (cujo conteúdo, geralmente, é muito mais simples do que um mestrado).

Nem todos os estudantes de pós-graduação recebem bolsas, e a grande maioria não recebe auxílio para viagens ao exterior (isso depende do tamanho da instituição, e de seu conceito) — Este post fala sobre estudantes que estudam em universidades federais e que recebem, sim, bolsas para estudar.


Se precisar de ajuda com seus trabalhos, solicite nosso apoio acadêmico.

Apoio Acadêmico

* Adaptado de Posgraduando