Central de Atendimento 24h: (11) 4063-9653.

Central de Atendimento

TCC: Como preparar os elementos pós-textuais?

26 de maio de 2015

Os elementos pós-textuais do TCC como, por exemplo glossário, apêndice, anexos e índices, apesar de serem opcionais são muito importantes para o trabalho de conclusão. A seguir, veja como incorporá-los ao seu TCC.


Após fazer o seu TCC e organizar todas as citações e referências é hora de elaborar o glossário, o apêndice, o anexo e o índice — Esses quatro elementos são opcionais, no entanto se optar por inseri-los no TCC é preciso seguir as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Confira:

TCC — Elementos Pós-Textuais

1. Glossário

O glossário deve vir logo após a lista de referências bibliográficas do TCC, em uma página separada, e deve ser elaborado em ordem alfabética. É necessário colocar todos os termos que sejam de difícil entendimento e sua respectiva explicação para a consulta dos leitores. Exemplo:

TCC — Glossário

→ Confira como fazer o Glossário, aqui.

2. Apêndice

O apêndice é um conjunto de documentos criados e elaborados pelo autor como, por exemplo, entrevistas e questionários. Devem ser nomeados com letras maiúsculas, seguidas de travessão e o título do documento. Exemplo:

TCC — Apêndice

→ Caso as letras acabem é permitido duplicá-las:

TCC — Apêndice

3. Anexos

Os documentos, artigos, estudos, fotos, entre outros, que não forem de autoria do autor do TCC devem ser reunidos nos anexos do trabalho. Assim como no apêndice, o anexo também deve ser identificado com letra maiúscula, precedido de travessão e o título. Exemplo:

TCC — Anexo

4. Índice

O índice é um roteiro que serve para referenciar os principais temas do TCC, como termos, conceitos e citações. Ele pode ser numerado consecutivamente com o resto do trabalho, ou como um volume à parte. É importante não confundi-lo com o sumário (elemento pré-textual do TCC).

Os itens de um índice podem ser caracterizados de 5 maneiras: alfabética, sistemática, cronológica, numérica ou alfanumérica. Independentemente da escolha, o título do índice deve explicitar qual é a forma escolhida pelo autor para ordenar as informações. Exemplo: Índice Cronológico.

Geralmente, o índice é composto por autores, assuntos, títulos, pessoas e/ou entidades, entre outros. Além disso, é permitido adicionar dados complementares como, por exemplo, nomes e datas completas que não estão no corpo do trabalho — Caso existam dois termos iguais no texto, é preciso fazer a diferenciação através de parênteses.

A elaboração do índice deve levar em consideração a relevância do termo e a facilidade para a sua localização. Dessa forma, pode-se criar seções dentro de um índice para facilitar esse trabalho. Exemplo:

TCC — Índice

A norma da ABNT NBR 6034 também aconselha que, caso uma seção fique muito grande ou com muitas referências, sejam criadas subdivisões para facilitar a organização e a busca pelas mesmas.

Caso as palavras do índice sejam encontradas em vários locais do texto, é obrigatório colocar todos. Pode-se colocar os locais separados por vírgulas, caso não sejam seções consecutivas, ou com travessão, se for um trecho inteiro. Se estiverem em volumes diferentes de um mesmo trabalho é obrigatório indicar isso também. Exemplo:

TCC — Índice

As remissivas, que são palavras que se referem à outras, também podem ser usadas dentro do índice. Elas servem para conectar assuntos relacionados ou nomes completos e ampliar o leque de buscas do leitor. Para isso, é obrigatório utilizar a palavra "ver" para ligar os dois termos. Exemplo:

TCC — Índice

→ Para termos que são sinônimos é possível utilizar o termo "ver também":

TCC — Índice

Dessa forma, o leitor poderá encontrar dois possíveis termos para consultar no índice e encontrar mais facilmente o que busca. Mas, preste atenção: as palavras "ver" ou "ver também" devem ser destacadas de acordo com a tipografia estabelecida no trabalho, como negrito.


Viu como é fácil elaborar os elementos pós-textuais do seu TCC? Se precisar de ajuda, solicite nosso apoio acadêmico.

Solicite nosso apoio acadêmico