Central de Atendimento 24h: (11) 4063-9653.

Central de Atendimento

TESE: O que é uma tese e quando fazer?

4 20 de julho de 2015

Chegou a hora de fazer uma tese e não sabe muito bem o que é? Ou quer saber quando fazer a sua tese? Calma, a seguir confira todas as respostas.


Hoje em dia no Brasil, é normal os estudantes fazerem a graduação, um mestrado e depois o doutorado, dando início oficialmente à sua carreira de pesquisador independente.

Uma importante diferença é o requerimento final para se formar: na graduação, geralmente, é necessário desenvolver um trabalho de conclusão (ou em formato de monografia), no mestrado é preciso apresentar uma dissertação, e no doutorado deve-se defender uma tese — Mas no que diferem a dissertação e a tese?

Tese — O que é e quando fazer?

1. Redação

Do ponto de vista do estilo de redação, teses são um tipo especial de dissertação. Academicamente, a diferença é muito maior. Uma dissertação de mestrado não precisa ser o relato de uma pesquisa original. O candidato pode apenas escrever sobre um tema científico de seu interesse, resumindo o conhecimento na área e, opcionalmente, dando sua opinião.

Já a tese é uma dissertação na qual se defende uma ideia científica original. Isto é, na tese produz-se conhecimento inédito.

2. Estrutura

A tese é, em suma, uma proposição sobre como funciona um fenômeno de interesse. Ela é a resposta para uma pergunta científica e por isso tem a forma de uma afirmação. A tese, filosoficamente, é uma nova hipótese que foi testada pelo estudante/pesquisador e que ele não pode refutar; por isso ela é aceita provisoriamente como a resposta/pergunta do trabalho.

Essa mensagem central é a tese: todo o resto do texto serve para embasá-la e justificar sua relevância. A tese pode ter tanto um caráter qualitativo quanto quantitativo; pode ser também baseada em outras teorias; tanto faz. A tese não precisa ser necessariamente baseada em dados novos coletados no campo ou em laboratório; ela também pode ser baseada em dados compilados da literatura ou de banco de dados.

3. Como escrever?

A tese também pode se basear em um levantamento bibliográfico, desde que essa revisão seja feita com o objetivo de responder uma pergunta e testar uma hipótese, gerando assim conhecimento novo, e não apenas resumindo o conhecimento acumulado.

Sendo assim, não tem sentido um candidato a doutor apresentar uma "tese" na qual não há uma pergunta clara e uma hipótese devidamente testada. Ao contrário do que muitos pensam, um doutorado sem uma pergunta clara não faz sentido. No doutorado, para se tornar um cientista, o candidato precisa aprender a investigar fenômenos e propor explicações para eles. Só se consegue isso através de muito treino no método hipotético-dedutivo — Ser cientista é resolver problemas científicos através da elaboração de hipóteses e da confrontação destas com a realidade.

4. Divulgação da pesquisa

Contudo, só desenvolver a pesquisa não basta. Como a ciência é uma atividade social, é preciso comunicar suas descobertas à comunidade científica e tentar convencer seus colegas de que suas interpretações são válidas; senão suas descobertas serão simplesmente ignoradas. Por isso, a apresentação formal da tese à uma banca, é chamada de defesa — A defesa nada mais é do que a primeira experiência formal com uma atividade que precisará ser repetida por toda a carreira.

Como o mestrado se tornou uma espécie de complemento do bacharelado e preparação para o doutorado, em muitas instituições os mestrandos são orientados a defenderem uma tese também. Mas, na prática, as regras da maioria dos cursos ainda permitem que o mestrando produza apenas uma dissertação.

Por fim, a pós-graduação apesar de muito estimulante para quem tem vocação, pode ser também muito estressante. Por isso, escolha bem seu orientador; essa escolha é mais importante do que a do curso que irá ingressar.

Confira a diferença entre dissertação e tese, aqui.


Agora, você já sabe o que é uma tese! Se precisar de ajuda com seus trabalhos, solicite nosso apoio acadêmico.

Apoio Acadêmico

* Adaptado de: Sobrevivendo na Ciência